A OBA e a MOBFOG são eventos abertos à participação de escolas públicas ou privadas, urbanas ou rurais, sem exigência de número mínimo ou máximo de alunos, os quais devem preferencialmente participar voluntariamente. Podem participar da OBA e da MOBFOG alunos do primeiro ano do ensino fundamental até alunos do último ano do ensino médio. A OBA e a MOBFOG ocorre totalmente dentro da própria escola, tem uma única fase e é realizada toda ela dentro de um só ano letivo, deste modo os certificados e medalhas são recebidos pela escola no mesmo ano letivo. Ao final da OBA e da MOBFOG todos os alunos recebem um certificado de participação impresso com o seu nome e se ganhou alguma medalha o tipo dela também consta do certificado. E se ganhou medalha, claro, recebe a mesma, a qual em geral é cunhada em metal ou acrílico. Todos os professores envolvidos no processo e também os diretores escolares recebem os seus certificados. Aliás, até a escola recebe um certificado com o nome dela.

Sandro Pauli Jr. recebeu sua terceira medalha da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica, a OBA, sua segunda de ouro. A OBA estimula o estudo da Astronomia entre jovens em todo o País desde 1998 e mais de 800 mil alunos participam anualmente.

Graças a sua boa classificação, Sandro está realizando as Provas Seletivas da OBA que selecionarão 8 estudantes que representarão o Brasil em 2017 na Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica (IOAA, em inglês) e a Olimpíada Latino Americana de Astronomia e Astronáutica (OLAA).

 

A ALMATA QUÍMICA APOIA SANDRO PAULI JUNIOR.